Campus Monte Castelo rejeita Future-se

O Sinasefe e Sindsep/MA realizaram ontem 26, pela manhã, assembleia para discutir sobre o FUTURE-SE e suas consequências para os trabalhadores e estudantes.

O evento aconteceu no Cine Teatro Viriato Correia e teve a participação de professores, técnicos administrativos e alunos. Participaram da mesa de abertura o diretor geral do campus Monte Castelo, prof. Claudio Leão, profa. Angela, representando o Sinasefe, Vitor Aragão, pelo Grêmio Edson Luís, O advogado Arnaldo Vieira, representando o Sindsep/MA e o palestrante, prof. David Lobão.

Em sua fala o prof. Jorge Leão chamou a atenção para as graves consequências para alunos e servidores caso seja implantado o future-se. “O projeto está sendo imposto goela abaixo pelo governo federal e isso afetará diretamente a todos nós, trabalhadores e alunos da rede federal de ensino por isso precisamos debater e entender do que se trata”, disse o gestor que afirmou ainda que “a gestão IFMA Monte Castelo diz não ao future-se.

Jorge Leão destacou ainda o corte de orçamento previsto para o ano de 2020 que reduziu de 79 milhões de reais para apenas 43 milhões os valores para custeio dos 29 Campi do Maranhão.

O Advogado Arnaldo Vieira salientou a importância de agregar a participação dos alunos na luta em defesa dos Institutos Federais e enalteceu a presença considerável de estudantes na assembleia. “É muito importante a participação massiva dos alunos nessa discussão, afinal, juntamente com os servidores, são as partes diretamente atingidas nesse processo”, afirmou Arnaldo Vieira.

Durante sua apresentação, prof. David Lobão explicou passo a passo como o governo pensa implantar esse modelo de gestão que irá em última instância privatizar toda a estrutura federal de ensino e conclamou a todos que se mobilizem para conter mais essa investida desastrosa do governo federal no setor de educacional brasileiro.

“Mesmo atendendo apenas 3,5% da juventude brasileira, os Institutos Federais já estão mudando a realidade dos jovens das classes mais baixas da população brasileira e isso já estava incomodando alguns setores da elite brasileira” disse o palestrante.

O prof. David informou ainda que na assembleia realizada no Campus Pinheiro também com parceria entre o Sinasef e Sindsep foi rejeitado o future-se por unanimidade, mostrando que os corpos docente e discente da instituição estão atentos e não aceitarão retrocessos.

Após a apresentação e os debates a plenária votou por rejeitar o future-se no campus Monte Castelo.

 Estavam presentes na assembleia representando o Sindsep/MA os diretores Marli Eugenia, da secretaria de Assuntos Jurídicos e Institucionais, Erionilde Piedade, da secretaria Geral e a vice presidenta Cleonice Rocha.

Compartilhe!