Trabalhadores da Ebserh iniciam movimento grevista

Os Trabalhadores da Ebserh no Maranhão, assim como a categoria em todo o Brasil, iniciam hoje, quarta-feira, 05 de junho, o movimento grevista por tempo indeterminado.

A decisão da greve por tempo indeterminado foi tirada na Plenária Nacional dos funcionários da empresa, ainda no mês de maio, mais precisamente, no dia 26, em Brasília.

O que causa indignação nos trabalhadores é o total descaso da Ebserh com relação à situação dos seus empregados, tendo em vista, que o até o presente momento, o ACT de 2017/2018 ainda não chegou a um denominador comum, pois a empresa sempre buscou em suas propostas dificultar as negociações.

Com o impasse, o Tribunal Superior do Trabalho interviu no caso e agora está analisando o dissídio para o ACT 2017/2018.

No último dia 30 de maio, os trabalhadores da Ebserh rejeitaram a proposta apresentada pela empresa no dia 25 de maio, que apresentava o percentual de 60% do INPC (cerca de 1,02%) é mantido, sendo garantido retroativo a 1º de março deste ano. Essa proposta foi condicionada pela empresa a aceitação da retirada de pauta do processo do dissídio coletivo do ACT 2017/2018. Para isso, os empregados receberiam reposição de 100% do INPC do período e um bônus financeiro de R$1.800,00. Nesse cenário, os retroativos referentes ao percentual de reposição não seriam garantidos. Nas cláusulas sociais, a empresa apresentou proposta de intervalo mínimo de 30 minutos para os empregados da área administrativa que cumprem jornada de 8h diárias, mediante requerimento do empregado e autorização da chefia imediata.

Lembrando que foi assinado um novo termo “Aditivo ao Acordo Coletivo de Trabalho 2017/2018”, que prorroga até o dia 31 de agosto deste ano as cláusulas sociais que asseguram direitos dos empregados.

Compartilhe!